sexta-feira, 30 de maio de 2014

Oficina - Rimas

Fizemos uma oficina para trabalhar rimas. O trabalho foi feito a partir do poema "Brincando de não me olhe" de Sérgio Caparelli. Apresentamos aqui o resultado. Sabemos que o poema não está "pronto" e que há correções a serem feitas(concordância, por exemplo). Considerando o resultado motivador do trabalho, aqui está transcrito o poema construído:

Brincando de não me olhe
(releitura do 5º ano 01 - 2014)

Não me olhe da porta
Que não estou morta.

Não me olhe comendo pastel
Que eu não sou o Gabriel.

Não me olhe com careta
Que eu não sou capeta.

Não me olhe de banda
Que eu não sou panda.

Não me olhe na balança
Que eu não tenho pança.

Não me olhe da janela
Que eu não sou cadela.

Não me olhe de lado
Que não sou seu namorado.

Não me olhe no balanço
Que eu não sou tanso.

Não me olhe na mala
Que eu não sou tralha.

Não me olhe no cabelo
Que eu não sou modelo.

Não me olhe noo nariz
Que eu não sou chafariz.

Não me olhe com o Megamente
Que eu não sou cachorro-quente.

Não me olhe da biblioteca
Que estou sem cueca.

Não me olhe do tribunal
Que eu não sou general.

Não me olhe na mira
Que vai ver a ira.

Não me olhe de trás
Que rima não tem mais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário