sexta-feira, 25 de abril de 2014

A formiga e a cigarra


A cigarra e a formiga. O reencontro.
(Diogo Carvalho)

Num dia chuvoso,no Japão, a cigarra espiã estava numa missão para matar a formiga que chamara a cigarra de vagabunda pelas costas.
A cigarra, com raiva da formiga, parou na Floresta dos Mortos. Pessoas disseram ter visto a formiga passando por ali.
-Eu sinto cheiro dela aqui! Exclamou a cigarra.
Bem na frente, a formiga passava indo em direção a Tóquio. Ao chegar lá, foi até uma escola de kung fu preparar-se para lutar contra a cigarra, sua grande inimiga.
Enquanto a formiga se preparava, a cigarra também se preparava para ir até Tóquio.
A cigarra olhou para cima e gritou:
-Aqui embaixo!!
O helicóptero passou perto dela. O comandante macaco disse:
-Suba, eu sei onde ela está!
A cigarra respondeu:
-Estou indo.
Eles pousaram perto da formiga que tentou correr, mas a pegaram e colocaram um capuz preto nela.
Chegaram nos Estados Unidos de helicóptero, foram até na a Área 51 e tiraram o capuz da formiga.
A Cigarra disse:
-Ora, ora, velha amiga, quanto tempo...
A formiga disse, se contorcendo:
-Me solta!
A cigarra sacou uma arma e disse:
-Tchauzinho!
Ela engatilhou a AK 47 e deu um tiro na formiga.
Do lado de fora da Área 51, o Comandante Macaco explodiu uma bomba nuclear e todo mundo morreu.

Texto de aluno reescrito, em sala, coletivamente. Escolhido por votação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário